Gangorra

É
primeiro cheio, certo, completo de luz
Depois quase
sem

Sim,
e logo o fogo consome tudo de novo
Sobra pouco,
nada

Zero
a cem sorte de quem é assim e fim
De freios
abs

Meio termo é para os fracos, baby!!

.

.

.

.

Image

Anúncios

Força

Seu pai ia morrer. Era fato. Era câncer. Nos pulmões e em um dos rins. Ele assinara a autorização da cirurgia de extremo risco e, ao uso de um sorriso contra o terror eminente, tratava de entupir a cabeça de rotina, prazeres e conformismo reconfortante. Grande pessoa, grandes provações. Na Augusta, confrontava a vida e bebia seu conhaque com mais uma birra…

.

.

.

Almoço

Achava que passava

Não passou

Contava que a distância
dava conta,
que o desdém
aquietava a chama

Não rolou

O peito ainda arde
sem ter
pelo
querer viver
e não ser

Faço o almoço
e ouço
o passo
da vida que passa

Mas não passa
E agora?

.

.

.

Messias

Há luta, tática e terra
dor, suor e plateia…

Mas ela
que rola faceira
anseia a hora
que cola na beira
da chuteira
dele

Gênio!

Baila a flutuar
a física refaz
e conduz a luz
que fascina o olhar

Nada impede
esse moleque,
só a rede!

.

.

.

Image

Armina

Felina menina
doce, arteira
ardente!

Pintada pro sexo
e sabe

Quando decide,
entrega
invade!

Rio que corre certo
e arrasta

Me morde, ri
chora e abraça,

mas passa

Tudo passa

.

.

.

.